Um pouco do meu eu

18 10 2010

“a pressa é inimiga da perfeição!”  Juro que essa demora toda não é proposital e eu queria escrever mais frequentemente…

A Ma Bibas publicou há um tempinho um texto que eu achei muito legal! Então resolvi seguir na onda e contar um pouco de mim, só um pouco assim, sem ficar chato… Confesso que o texto ficou pronto no dia que eu li no blog dela, mas eu resolvi fazer uma imagem que expressasse tudo isso! Gostei tanto dessa imagem que coloquei de background no meu desktop! =)

um pouco do meu eu.

Sou designer, sou estudante. Sou uma busca eterna por equilíbrio e satisfação. Sou muito razão. Mas também, emoção. Sou na verdade uma mistura que depende do dia, hora e lugar. Sou busca incansável por perfeição. Não gosto de ser erro, nem metade (não tenho gostado de largar o blog, que eu mal comecei, assim, as traças e teias de aranha).

Sou inverno com sol, largada na grama de um parque qualquer. Mas também sou por do sol na praia em um dia de verão.

Sou bala azeda, de doer a mandíbula. Mas sou o salgado, o empadão de frango e o pão de queijo. Sou arroz e feijão todo dia. Mas também sou o brigadeiro de festa de criança, o cachorro quente, a batatinha frita. Sou nescau todo dia de manhã e sou coca cola ZERO desde que inventaram ela.

Sou Disney, Israel, NY. Na verdade sou viagem, pé na estrada, pra qualquer lugar que você me convide (e que meu dinheiro banque).

Sou memória, embora ela tenha falhado ultimamente. Sou imaginação fértil, criatividade. Sou sonho, mas também sou pé no chão.

Sou verde limão, azul, rosa. roxo também. Sou all star e jeans, sempre que dá. Sou sketchbook pra escrever, qualquer coisa, qualquer hora. Sou livros, sempre e incansavelmente. Sou mestrado, sou dedicação. deveria ser mais dedicação.

Na verdade, sou um pouco de tudo, esse tudo, que eu nao sei exatamente o tamanho, quero poder ser tudo um pouco.

E você?!  =)

Anúncios




Pra levar no bolso

2 06 2010

(depois de um milenio sem atualizar…quem é vivo sempre aparece!)

A minha história de amor com sketchbooks, remete diretamente à minha infância. eu sempre gostei de papelarias, cadernos, canetas e afins. Quem me conhece, sabe. Quem nao me conhece, pode imaginar. Eu lembro perfeitamente do dia que eu realmente conheci o maravilhoso mundo dos sketchbooks, e me apaixonei, era uma lojinha pequena, bem coisa de designer mesmo, tinha aqueles lápis que são de grafite inteiriços, sem o revestimento de madeira, milhares de modelos de papel, coloridos, com textura e infinitos sketchbooks. Me apaixonei tanto que na hora já comprei e em seguida comecei a criar alguns modelos do jeito que eu queria! O fato é que os cadernos sem pauta, com folhas brancas ou creme e talvez um pouco texturizadas na cor creme são práticos para quem quer fazer anotações curtas, desenhos, etc.

O sketchbook mais famoso é o Moleskine uma marca de caderninhos italiana, inspirada no tecido moleskin, utilizado nos cadernos de rabiscos de grandes artistas da história. Os atuais são com capa de papel cartão, revestidos com um material impermeável, o que no meu caso é extremamente importante! E o mais legal: eles estão voltaram à moda! Principalmente porque o escritor Bruce Chatwin descreveu os cadernos de nota que ele utilizou em suas várias viagens.

What is Moleskine? ( mol-a-skeen’-a)
MOLESKINE is the legendary notebook that has held the inspirations and ideas of everyone from Van Gogh, Picasso and Hemingway to famed author, Bruce Chatwin. Artists, authors, and geniuses of all variety have long appreciated the simplicity and superior functionality of these notebooks.” –
MOLESKINE é o legendário caderno de anotações que guardou as inspirações e idéias de todo mundo, de Van Gogh, Picasso, e Hemingway e do famoso autor Bruce Chatwin. Artistas, autores e genios de todas as áreas há bastante tempo a simplicidade e funcionalidade superior desses cadernos.

Existem por aí alguma papelarias especializadas, aqui em Curitiba eu gosto muito da Lou Papeterie a primeira papelaria boutique de Curitiba (que inclusive fez aniversário semana passada!) e que, claro, não tem apenas sketchbooks, e é uma verdadeira perdição (pelo menos pra mim)!!!

Fuçando por aí, descobri o Atelier Machado em Sampa. Eles fazem sketchbooks, muito semelhantes aos moleskines, porém com um preço beeeem mais acessível! Sim, porque esse é o grande detalhe do Moleskine: o preço. Enfim, falando do Atelier, os sketch’s são muito lindinhos, tem vários modelos e é de deixar qualquer um babando!

Eu recomendo para todo mundo, mesmo se você não sabe desenhar… escrever, rabiscar… é a melhor maneira de colocar aquilo que você tá sentindo pra fora. e cada um tem seu jeito! E com certeza, é só procurar que você encontra um que seja a sua cara!